Biblioteca doméstica

Olho para a minha sala e sinto a falta de livros. Calma, eu tenho livros, mas não estão na sala. Estão na divisão que está a desaparecer das casas portuguesas: o escritório.

O escritório é uma divisão em vias de extinção. Não porque trabalhamos menos em casa, mas porque cada vez mais a tecnologia nos permite encontrar formas diferentes, criativas e confortáveis de trabalhar. Se precisamos apenas de responder a e-mails, podemos fazê-lo no portátil ou num tablet (até mesmo via telefone). Se for necessário de facto desenvolver projetos com maior profundidade, precisamos de espaço para fazer pesquisa, para reunir documentação, e de facto gosto de fazer isso numa mesa grande, como a mesa de refeição. Então o escritório deixou de ter razão de ser. À excepção dos livros que por lá tenho e que gostava de ter debaixo de olho.

Mentalmente já revirei a minha sala 50 vezes e ainda não estou satisfeita com nenhum dos resultados que surgem na minha cabeça. E por isso fui inspirar-me no Pinterest com bibliotecas inspiradoras que permitam guardar todos os meus livros de auto-ajuda (sim, eu já fui uma fervorosa do Segredo), decoração, o Publicitor e Mercator completamente desatualizados (o quanto é hilariante ler aquilo que são ações de marketing de vanguarda em 1999). Depois tenho outros livros “mais sérios”, prometo. Como o Diário de Anne Frank que li aos 13 anos e que me fez crescer ou as Vinhas da Ira aos 15 anos que me fez sentir na altura que era a grande intelectualóide do momento (quando somos adolescentes somos sempre os maiores ou piores em tudo).

A base de inspiração é IKEA, claro. Com BESTA, BILLY e EXPEDIT (agora KALLAX), o que conseguimos fazer:

Via Apartment Therapy

Via Apartment Therapy

Gosto particularmente desta opção com BILLY, onde temos portas fechadas em baixo para guardar aquelas coisas que nunca vamos conseguir que fiquem bonitas numa estante aberta. Falo dos exames médicos, das faturas da farmácia e dos papeis do IRS. Falo também dos álbuns de fotos, dos mil envelopes com mais fotos e dos cadernos e caderninhos que um dia vamos usar. Aqui a organização dos livros por cor da capa ajuda muito para que funcione esteticamente. Para quem leva muito a sério a sua biblioteca é capaz de ser um desastre, mas eu vejo aqui uma ideia muito promissora…

Via Pinterest

Via Pinterest

Também gosto bastante desta opção. Estantes baixas, que funcionam quase como um aparador, porque podemos depois não só usar a estante em função, como também decorar a parte superior com os nossos objetos preferidos, fotografias e posters.

Via Design Files

Via Design Files

Aqui trabalha-se com prateleiras ao invés de estantes. Fica muito bonito, mas parece-me mais trabalhoso (ter de fixar milimetricamente cada prateleira para que nada fique torto ou com maior espaçamento entre si) e pouco seguro (se a parede for mais frágil, arriscado-nos a que caia tudo). Para os corajosos diria, arrisquem!

Via Apartment Therapy

Via Apartment Therapy

Aqui a arquitectura da casa está a favor desta escolha de colocar duas estantes EXPEDIT, uma em cima da outra, com este resultado fantástico. Se decidirem fazer algo semelhante, não se esqueçam de fixar as estantes à parede!

Via IKEA

Via IKEA

No final, o resultado quer-se harmonioso, mantendo uma sala que respira, mas onde tudo aquilo que gostamos está junto de nós. Em breve conto qual foi a minha decisão.

Anúncios

One thought on “Biblioteca doméstica

Uma opinião por dia...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s