Amor ao design

O meu filho está a ficar um crescido. Quem o diz é a sua educadora sempre que me escreve na caderneta, os avós quando me contam cada conversa que teve até à hora em que chego a casa, bem como de cada vez que olho para ele e vejo que está a desenvolver-se um rapazinho em pleno, com todas as coisas positivas e desgastantes que possam advir (hoje foi desafiante!).

E por isso, o quarto dele está também a sofrer algumas mudanças. O quarto do bebé está praticamente obsoleto. Já não há cama de grades, já não há dossel, já não há muda-fraldas, já não há cadeirão para amamentação (que nunca usei, na verdade. Era uma visão romântica que tinha e que imediatamente troquei pelo conforto da minha cama nas primeiras semanas e do meu sofá de aí em diante).

A mudança tem vindo a acontecer lentamente, sem pressas. Não acredito em mudanças numa divisão de uma só vez. Acredito que as peças devem ir aprendendo a conviver umas com as outras (e eu com elas) e só depois podem entrar mais peças, mais alterações, até um resultado quase final (não acredito em projetos finalizados. Nunca acabam e isso é muito bom.).

Comecei na cómoda de bebé, onde colocava o colchão muda-fraldas e que agora tem espaço para colocar em destaque o interesse dele pelos animais e ainda acrescentar um elemento do meu tempo de namoro, das nossas férias na Costa Alentejana, onde adoptámos o Timóteo, que já deve ter uma boa quantia em moedas de 2€ e só será aberto para uma ocasião muito especial:

Porquinho Timóteo da Proud do be Alentejano, ilustração comprada em Estocolmo.

Porquinho Timóteo da Proud do be Alentejano, ilustração comprada em Estocolmo.

Depois criámos mais espaço de arrumação porque a roupa não para de crescer (porque ele também cresce a um ritmo veloz) e porque a quantidade de carrinhos, camiões e afins precisava de um bom gavetão, de fácil acesso para ele. Optámos por esta combinação STUVA da IKEA, em branco e bétula. Gosto muito de utilizar cores neutras no quarto de uma criança porque para coloridos já chegam os brinquedos e o branco e a madeira trazem uma luz e uma conexão com a Natureza que quero que ele preze tanto como eu.

stuva-combinacao-de-arrumacao-com-banco-branco__0285298_PE422402_S4

E depois fui trabalhando com os pormenores. Na zona da secretária, coloquei uma calha IKEA PS, que na verdade serve para pendurar casacos mas que eu uso para colocar ilustrações (um dia serão as dele) e vou comprar uns saquinhos para pendurar nos ganchos e colocar todas as canetas, lápis de cera e plasticinas.

IMG_0054

Para a cadeira da secretária, quis ter uma peça irónica do design. Não quero pressioná-lo a gostar de design tanto como eu, mas quero que conheça coisas diferentes e perceba que uma simples cadeira pode (e deve) ser um objeto muito especial. Aqui tinha de ser uma Verner Panton. Réplica, sim, mas mesmo assim, algo que ele imediatamente identificou como diferente. E quero muito que aprecie isso mesmo.

Réplica Verner Panton infantil, do Cantinho do Vintage

Réplica Verner Panton infantil, do Cantinho do Vintage

E tudo o resto convive em harmonia.

IMG_0762

Boas mudanças pela vossa casa!

Anúncios

Uma opinião por dia...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s