Descobri

Que a coisa que menos gosto nesta vida, que me stressa, que me enerva, que me dá comichões, que me dá cabo do estado zen, que me consome, que me frita o cérebro, que me enche de pensamentos negros, que me torce o raciocínio e que me faz perder toda a paciência que os 34 anos me deram… É esperar!

Esperar que ele/ela/eles/elas cheguem

Esperar que me percebam

Esperar que o dia termine como desejei e sair tudo ao lado

Esperar por notícias e ter que percorrer todos os blogues femininos, as notícias cor de rosa, as últimas das Kardashians, ver erros ortográficos em coisas que já vejo há anos.

Esperar pelo dia em que possa fazer tudo aquilo que quero fazer.

Esperar pelo momento em que me sento no meu sofá à noite.

Esperar que a bateria do telefone não termine porque assim é que vai ser ainda mais duro esperar (já não sei como fazíamos antes, mas esperar sem telefone é quase um equivalente de tortura).

E aqui estou eu, à espera, desde as 18h e já são 21h. Já mudei de sítio duas vezes, as pessoas já olham para mim com um ar de que devo ser alguma freak. 

E o que posso fazer mais? Esperar.

Anúncios

Uma opinião por dia...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s