The wall

Não gosto de paredes vazias. Ou melhor, há paredes que não gosto que estejam vazias. E este é um exemplo da minha “parede viva”, uma mostra das coisas que gostamos, bem em cima do nosso sofá. A nossa lua de mel na Tunísia, a música dos Beatles, os nossos filhos e nós em crianças. O Steve McQueen pelo filme que o João adora e as minhas frases inspiracionais, para manter o foco. E porque lhe chamo viva? Porque nunca acaba.


Ainda temos espaços vazios para ir colocando coisas. O Miguel já lá está, mas há espaço para futuras viagens, para mais referências nas nossas vidas.

Para que funcione, tento manter uma paleta de cores que “una” os elementos tão diferentes. 

Estas e outras dicas aqui:

Anúncios

Uma opinião por dia...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s