A inconsistência 

Este blog é inconsistente. Já o defini no passado como o balbuciar livre da miúda de 13 anos que ainda vive dentro de mim. Posso estar a falar sobre moda, beleza, posso desabafar sobre as maiores futilidades ou sobre as coisas mais importantes da minha vida. Porque tudo tem um espaço cá dentro.

Também já o defini no passado como uma tradução da minha obsessão em colecionar coisas. Não são caricas nem latas de refrigerante ou selos, mas histórias, sentimentos, trapinhos (lá vem a fútil outra vez), experiências e ideias/teorias que de vez em quando transitam pela minha cabeça. E se tenho ideias…

Às vezes até demais. Não, nunca é demais. É das coisas que mais gosto em mim. Mas às vezes fico esgotada, que nem Mr Robot. São 35 anos de observação, reflexão e conclusão…em mais ideias. E são 3 meses de muito colo, muito amor e muito cansaço. 

Estou deitada há uma hora e não estou a conseguir fazer grande coisa: nem Netflix, nem ver as minhas youtubers,nem redes sociais. As dores na coluna são intensas, há pouco até senti um choque elétrico.

Há quatro meses achava que seria muito difícil amar um segundo filho com a força do primeiro. Mal nasceu senti logo o coração a alargar, a tomar (a partir daquele segundo) uma forma dedicada para os dois. E mais houvessem, mas fica para outra vida. Que nesta sou a mãe de dois rapazinhos, apaixonada pela minha profissão e continuamente a extravasar ideias para mais projetos, mais desafios. Como este blog. E quiçá o passo seguinte.

Anúncios

Uma opinião por dia...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s