Felicidade

No dia 13 de setembro de 2016 decidi que tinha de tomar o controlo da minha vida. Não foram as hormonas do pós parto, não foi o isolamento em casa, não foram as saudades que tinha da minha vida “normal”. Foi tudo isto junto!

Parece extremo, mas calma, eu não me sentia a pessoa mais infeliz do mundo, muito pelo contrário! Acho que são nos momentos em que sentimos que estamos de facto em controlo da nossa vida e nos sentimos bem com isso que percebemos o quanto não o fazemos no dia a dia.

Estar em casa em licença de maternidade ajudou muito este processo. Viver sem o stress do e-mail urgente, da apresentação perfeita, das expectativas dos outros, ajuda muito a olhar para as outras áreas da nossa vida com outros olhos. Em casa sou eu e o meu pijama. E consigo pensar em tudo o que quero melhorar, tudo o que tem de parar já e tudo que é importante celebrar.

O Happiness Planner é só um instrumento que surgiu neste processo. Podemos ter tempo para pensar, mas às vezes precisamos de um guião, de uma estrutura, algo que nos faça tocar nas feridas, mas também realçar as coisas boas, pequenas ou grandes que nos acontecem todos os dias. Pode parecer poesia, exagero, mas é mesmo verdade. Todos os dias acontecem coisas boas na nossa vida, mas geralmente estamos mais centrados naquilo que não está bem (aos nossos olhos e aos dos outros).

 


Sei que fazer uma lista de To Do’s no trabalho é uma ferramenta ótima para que não me esqueça de nada, para que consiga focar-me nas prioridades, para organizar o meu horário diário, a minha semana, o trimestre… então porque não fazemos o mesmo para a nossa vida?

Definir objetivos para o “ano civil”, criar uma estratégia a 3 anos, um plano de vida a 10 anos. Como quero sentir-me daqui a 10 anos? Já se começa a fazer luz, graças ao facto de querer construir este Business Plan para a minha vida.


O Planner vai ser a minha agenda diária. Onde de um lado tenho os meus to do’s profissionais (só os 6 mais importantes que tudo o resto é na verdade a parte pouco produtiva e menos importante do nosso trabalho, o que inventamos para complicar), mas também o que vou fazer naquele dia com os meus filhos, a refeição que quero fazer para o jantar, a meditação que vou fazer ao início da manhã ou no final do dia. Porque nos esquecemos tanto disto. Porque sei que é fácil entrar na rotina e que as noites sem dormir, combinadas com os dias de trabalho, podem transformar-me rapidamente em zombie e voltar a esquecer o que é de facto importante. Tudo é importante.


O objetivo é ser feliz? Acho que nunca somos felizes em tudo, ao mesmo tempo, da mesma forma. E existem sonhos que já coloquei debaixo da almofada porque dificilmente vão ser realizados (nesta vida), não dependem só de mim. E isso custa um bocadinho. Mas o importante são os outros, aqueles que nunca sonhei ou que nunca dei a devida importância. Aqueles que posso fazer acontecer e me vão dar muitas alegrias.


O Happiness Planner é delicioso pelos pormenores. Para além da agenda em si, traz uma caneta, umas molinhas e uns clips em tons acobreados (ou no “rose gold”, tão trendy agora e ao qual já me rendi, mas que já começa a atingir níveis excessivos porque está mesmo em todo o lado).


Está repleto de mensagens importantes. E pede-te uma análise a cada mês, do que fiquei grata por, do que correu menos bem. Faz-nos estar conscientes de tudo. E no final do ano, quero sentir que sonhei, agi e fiz (ou pelo menos tentei fazer) acontecer. Em todas as áreas da minha vida. E espero que o sentimento seja: consegui coisas fantásticas e ainda há tantas para fazer daqui para a frente!


Seja esta ou outra, encontrem as vossas ferramentas. Tomem controlo da vossa vida.

Podem saber mais sobre o The Happiness Planner aqui. Para além desta ferramenta física vai ter em breve uma app e envia uma newsletter gratuita muito inspiradora todas as semanas, ou todos os dias (podemos escolher a frequência com que queremos receber).

Bom Domingo!

++++++++++

On September 13, 2016 I decided I had to take control of my life. It was not the postpartum hormones, it was not being isolated at home, it was not  the longing I had for my “normal” life back. It was all together!

It seems extreme, but do not worry, I did not feel the unhappiest person in the world, quite the contrary! I think that the times when we feel that we are indeed in control of our lives are when you feel good about it and when you realize how much you are not doing on a daily basis to achieve this goodness.

Being at home on maternity leave greatly helped this process. Living without the stress of urgent e-mails, the perfect presentation, other people’s expectations, helps a lot to look at other areas of our life with other eyes. At home its just me and my pijamas. And I think of all I want to improve, all I have to stop now and all that is important to celebrate.

The Happiness Planner is only an instrument that emerged in this process. We have time to think, but sometimes we need a script, a structure, something that makes us touch the wounds, but also highlight the good things, big or small, that happen to us every day. It may sound poetry, exaggeration, but it’s true. Every day good things happen in our lives, but we are usually more focused on what is not good (to our eyes and those of others).

If you make a To Do’s List at work and you know it is a great tool so you do not forget anything, so you can focus on the priorities and organize your daily schedule, week, quarter … so why don’t we do the same for our lives?

Set goals for the “calendar year”, create a three year strategy, a life plan for the next 10 years. How I want to feel 10 years from now? Already I have some clarity because I started thinking about it, making a business plan for my life.

The Planner will be my daily schedule. Where on one hand I have my professional daily tasks (only the 5 most important; everything else is actually very unproductive and really not important), but also what I will do that day with my children, the meal I want to cook for dinner, meditation I will do early in the morning or late in the day. Because we have forgotten so much of everything. Because I know it’s easy to get into a routine and the sleepless nights, combined with work days, can easily turn myself quickly into a zombie and forget what is truly important. Because everything is important.

Is the goal to be happy? I think we’re not happy about everything at the same time in the same way. And there are dreams that I have put under the pillow because it will hardly be achieved (in this life), since it does not depend only on me. And it hurts a little. But the important thing is dedicating time to the other dreams, those that I have never dreamed or the ones who make me have butterflies in my stomach.

The Happiness Planner is delicious for its details. In addition to the book itself, it comes with a pen, some clips in coppery tones (or “rose gold” as they call it now, so trendy nowadays  and to which I am already surrendered, but that is starting to reach excessive levels because it is everywhere).

It is full of important messages. And asks you for an analysis every month, what was I grateful for, what went less well. It makes us be aware of everything. And at the end of the year, I want to feel that I dreamed, I acted and  made it (or at least tried to) happen. In all areas of my life. And I hope the feeling is: I achieved great things and there are still so many to look forward from now on!

Whether this one or another, find your tools. Take control of your life.

You can read more about The Happiness Planner here. In addition to this physical tool, it will soon have an app, and they also send a very inspiring free newsletter every week, or every day (we can choose how often you want to receive it).

Have a great sunday!

 

 

 

 

Anúncios

Uma opinião por dia...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s